Quinta, 20 de Junho de 2024 05:03
(44) 99854-8707
17°

Tempo limpo

Goioerê, PR

Dólar com.

R$ 5,42

Euro

R$ 5,83

Peso Arg.

R$ 0,01

Política Nacional POLICIAIS

Governador autoriza promoção de 2.337 policiais civis, a maior da história da instituição

Impacto no orçamento será de aproximadamente R$ 1,6 milhão, com efeito já na folha de pagamento de maio. Medida integra uma série de mudanças para modernização da carreira dos profissionais da segurança pública do Paraná.

21/05/2024 20h26
Por: José Lopes Rodrigues Fonte: AEN
Governador autoriza promoção de 2.337 policiais civis, a maior da história da instituição

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta terça-feira (21), por decreto , o maior pacote de promoção da história para os agentes da Polícia Civil do Paraná (PCPR). No total, 2.337 agentes da corporação serão promovidos e terão aumento de remuneração, com um impacto mensal de mais de R$ 1,6 milhão, com pagamento aos profissionais já na folha de maio. A medida beneficia cinco agentes de operações policiais, 2.139 agentes de polícia judiciária e 193 papiloscopistas.

Ao anunciar a concessão do benefício, o governador disse que as correções fazem parte de um processo de valorização dos policiais civis, cujo trabalho tem resultado na redução direta dos índices da resolução de crimes. “Estes profissionais serão promovidos em sua carreira e terão um ganho salarial dentro do processo de reestruturação e modernização das carreiras da Segurança Pública do Paraná, que ajudaram a fazer com que o Estado chegasse ao menor índice de criminalidade dos últimos 10 anos”, disse Ratinho Junior.

Até o fim de 2024, o impacto orçamentário das promoções deverá totalizar R$ 13,1 milhões, passando para R$ 19,7 milhões ao ano a partir de 2025. Além de ser um reconhecimento aos bons serviços prestados, o governador defendeu que as promoções integram um pacote que busca dar as melhores condições de trabalho possíveis aos agentes de segurança pública do Paraná para a prevenção e combate à criminalidade.

Em março, Ratinho Junior já havia assinado decretos estaduais que reduziram o interstício, que é o período necessário para a promoção de praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. Para o cargo de 3º sargento, o intervalo caiu de quatro para dois anos, e no de cabo, de cinco para dois anos e meio. Em abril, a PCPR também ganhou um novo sistema de promoções e um código disciplinar mais moderno.

“Temos já programadas a compra de coletes balísticos, aquisição de armamento pesado, incluindo mais de 1.500 fuzis, veículos blindados, embarcações e drones para equipar cada vez mais os nossos policiais, que merecem ter os melhores e mais modernos equipamentos do mundo, valorizando as pessoas que doam a sua vida para defender as famílias paranaenses”, acrescentou o governador.

O secretário estadual da Segurança Pública, Hudson Teixeira, destacou que as medidas implantadas desde 2019 pelo Governo do Estado valorizam os profissionais da segurança pública em todas as suas esferas. “Essa é a maior promoção da história da Polícia Civil, que se soma às mudanças nas promoções de policiais e bombeiros militares, à reestruturação da Polícia Científica, Polícia Civil e a criação da Polícia Penal”, disse.

Presente no anúncio, o delegado-geral da PCPR, Silvio Rockembach, lembrou que a instituição é reconhecida nacionalmente pela sua efetividade. Em fevereiro, um levantamento do Instituto Sou da Paz revelou que o Paraná é o Estado que mais esclarece homicídios no Brasil.

“O índice de solução de crimes da Polícia Civil do Paraná é fruto dos vários investimentos que têm sido feitos pelo Governo do Estado em prol dos policiais civis, que estão comprometidos em garantir, junto com as outras forças de segurança estadual, que a população paranaense tenha a melhor segurança pública do país”, afirmou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.