Quinta, 20 de Junho de 2024 06:34
(44) 99854-8707
17°

Tempo limpo

Goioerê, PR

Dólar com.

R$ 5,42

Euro

R$ 5,83

Peso Arg.

R$ 0,01

Política Nacional 950 ALUNOS

Ganhando o Mundo: 950 alunos da rede estadual vivem dias “inimagináveis” no Exterior

Intercambistas de escolas estaduais afirmam que além da proeficiência em inglês vão levar vivência em outro país para o resto da vida. Austrália, Canadá, Inglaterra e Nova Zelândia recebem desde o começo do ano 950 estudantes paranaenses dentro do programa Ganhando o Mundo, do Governo do Paraná.

06/03/2024 13h43
Por: José Lopes Rodrigues Fonte: AEN
Ganhando o Mundo: 950 alunos da rede estadual vivem dias “inimagináveis” no Exterior

Lançado em 2019 pelo Governo do Paraná, o programa Ganhando o Mundo é só o começo de uma jornada de aprendizado até então inimaginável para três alunos do ensino médio da rede estadual de ensino que estão em intercâmbio gratuito fora do Brasil. Só nesse ano, 950 estudantes já foram enviados para seis meses de aprendizado em quatro países: Austrália, Canadá, Inglaterra e Nova Zelândia. Em agosto, mais 50 serão enviados aos Estados Unidos, totalizando mil alunos no Exterior em 2024.

Ano que vem, o programa da Secretaria de Estado da Educação (Seed) será ampliado e vai enviar o maior número de alunos desde que foi criado: serão 1,2 mil estudantes para cinco países, com a inclusão da Irlanda. 

Luiz Fernando Souza de Andrade, 15 anos, quer fazer da experiência do intercâmbio na Austrália o pontapé inicial de uma carreira de estudos internacionais. Aluno do segundo ano do ensino médio do Colégio Estadual Vila Alta, ele saiu do pequeno município de Alto Paraíso, de apenas 3 mil moradores, no Noroeste do Paraná, para estudar no Fremantle College, na cidade de Beaconsfield, região de Perth, uma das maiores metrópoles australianas, com 2 milhões de habitantes.

“Após meu período no Ganhando o Mundo na Austrália, tenho plano de estudar em outro país novamente. E a experiência adquirida nesse programa será fundamental para as próximas etapas da minha jornada”, planeja.

Ele já aponta uma série de aprendizados que vem incorporando na vivência de estar morando do outro lado do mundo, como independência, resiliência e adaptabilidade. “Esses aprendizados não apenas enriquecem minha vida pessoal, mas também serão valiosos na minha carreira profissional e minha jornada de autodesenvolvimento”, destaca.

Se não fosse o programa da Seed, Luiz admite que muito dificilmente teria oportunidade de estudar no Exterior. “O Ganhando o Mundo não só abriu portas que estavam fechadas para mim, mas também está tendo um impacto profundo, enriquecendo minha experiência educacional e pessoal de maneira que nunca imaginei que seria possível. Por isso sou imensamente grato pela oportunidade e apoio que tenho recebido do programa”, agradece o estudante de Alto Paraíso. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.